26/01/2024 - Economia e Finanças

DEX - DESCUBRIENDO A IMPORTÂNCIA DO CÓDIGO ABIERTO

Por Efrían Alberto Castro Chavez

Imagen de portada
Imagen de portada
Imagen de portada
Imagen de portada
Imagen de portada
Imagen de portada

Normalmente, solemos usar alguma plataforma ou aplicação para realizar certas transações de criptomoedas na rede. Estas transacções estão ligadas às trocas comerciais, podendo ser centralizados ou descentralizados. Neste ponto, abre-se um fosso entre os DEX e CEX. No entanto, concentraremos-nos exclusivamente nos intercâmbios descentralizados para dar um pouco a importância da utilidade do código aberto dentro dos DEX.

O que é um DEX?

Um DEX é um intercâmbio descentralizado que funciona sob contratos inteligentes, estes ao mesmo tempo trabalham numa blockchain que permite transações em relação à compra e venda sem intermediários ou terceiros.Atualmente, vários usuários começaram a interagir em maior medida com as trocas descentralizadas, pois podem oferecer maiores benefícios ao cumprir as diversas necessidades que surgem a nível de que o ecossistema blockchain vai se ampliando. A utilização de um DEX, por sua vez, implica uma menor quantidade de liquidez no mercado, e assim mesmo uma taxa de transacção maior; embora esta última tenha sido variando em relação às actualizações que algumas redes sofrem e até mesmo as melhorias no sistema dos DEX.

A grande diferença

A diferença dos CEX, ou seja, as exchanges centralizados, é que esses se precisam de um mediador ou intermediário, esses podem ser um corretor, empresa, banco que finalmente regem na transação. Além disso, que em um CEX pode ser comercializado tanto em moeda fiduciária como em criptomoedas, ou seja, possui ambas as modalidades.Cabe destacar que as trocas centralizadas costumam ser os mais comuns para os usuários que apenas iniciam no mundo das criptomoedas, o uso dos mesmos poderia supor um processo mais fácil e de maior entendimento. No entanto, são também os mais complexos no domínio da segurança, uma vez que estes mantêm a custódia, ou seja, têm o controlo total dos activos; e em qualquer eventualidade, podem bloquear ou fechar o comércio de transacções, situação que já foi apresentada em várias ocasiões.

Código aberto

Agora, ao falar de código aberto ou open-source, nos referimos diretamente a um tipo de software codificado. Com este código são geradas instruções computarizadas e agendadas certas tarefas. Em outras palavras, é um software liberado, ou seja, acessível a todos para que possam visualizar toda a fonte do mesmo e até mesmo realizar algumas modificações. O código aberto garante e uma série de benefícios para os desenvolvedores.

DEX de código aberto

Um DEX de código aberto, então, é uma aplicação que permite realizar transações sem necessidade da participação de terceiros através de contratos inteligentes, mas com a grande diferença de que seu código de processamento, ou seja seu código fonte, está livre. Todos podem ter acesso e ver como os dados são executados.No entanto, a criação de um DEX funcional pode ser bastante complexo, em grande parte deve ter uma equipe de trabalho dedicada e confiável, além de capitalizar uma abordagem sólida na criação do produto, para finalmente satisfazer os usuários em um ambiente de constantes mudanças. Mas se tudo isto somarmos as vantagens de abrir o código-fonte, aumentam as capacidades em diferentes níveis de integridade.

Vantagens

Transparência

Um DEX open-source dá acesso a qualquer um para revisar e investigar o código central na busca de possíveis erros, exposições de segurança e pontos fracos no procedimento. Tudo isto faz sentido a uma maior confiança e transparência no comércio e no comércio.

Segurança

Todos os usuários podem ver a fonte, ao ser livre, pode-se generalizar a confiança de que o DEX está criado para salvaguardar a identidade dos usuários e ser amplamente seguro. A custódia dos fundos está totalmente recusada a um terceiro, os usuários têm o controle próprio dos mesmos. Além disso, é relativamente mais fácil verificar algumas vulnerabilidades; isto implica uma renovação constante da qualidade do código.

Flexibilização

Ao serem de camada aberta, os usuários poderão detectar aspectos que pudessem ser personalizáveis em relação à otimização e conforto. As necessidades que determinam os usuários serão aquelas que serão executadas dentro do molde da personalização.

Inovação

Se o código- fonte estiver totalmente aberto, os desenvolvedores poderão atualizar e gerar novos projetos e aplicativos que aderirem ao DEX. Isso poderia estimular o avanço de novas tecnologias e mecanismos dentro do ambiente cripto.

Comunidade

Normalmente, as trocas descentralizadas possuem uma ampla comunidade que captam múltiplos desenvolvedores e usuários comuns. Assim mesmo, um DEX é apoiado por uma comunidade vertiginosa, pelo que qualquer preocupação coletiva terá valor para satisfazer as necessidades que os usuários destaquem. Uma vez que eles são os que utilizam o produto/serviço.

Alguns exemplos

UniSwap

Um popular DEX de código aberto é o grande unicórnio, UniSwap. Funciona idênticamente como fazem as exchanges, ou seja, pode-se fazer uma troca de forma rápida e simples de uma criptomoeda/token a outra, tudo isto de forma descentralizada através da rede Ethereum com tokens ERC-20, o qual tem um ecossistema bastante amplo, o que lhe dá um grande potencial. No entanto, ao se ver limitada a esta rede, também possui essa grande desvantagem em nível funcionalidade.Atualmente a Uniswap V3 é livre, o que dá espaço aos desenvolvedores em criar novos e sofisticados DEX através do próprio código da popular Uniswap. Anteriormente, existia um tipo de licença, respectivamente a Business Source License (BSL), que limitava o uso do código, pelo menos até que este cumprisse um período de tempo estabelecido. No entanto, esse período foi cumprido, pelo que a comunidade DeFi pode beneficiar através das bifurcações que surjam através do coloso unicórnio das finanças descentralizadas.

KomodoWallet

KomodoWallet É uma carteira completamente sem custódia, de múltiplas moedas e baseada nos swaps atômicos DEX (descentralizados). Os usuários de KomodoWallet guardam suas moedas em suas próprias carteiras e realizam swaps de cadeia cruzada (cross-chain) enquanto controlam suas chaves privadas. É um DEX que suporta centenas de milhares de criptoativos de dezenas de blockchains.

Um passo ao mesmo tempo

Komodo Wallet é um DEX produto Komodo Platform e recentemente lançou seu código. Agora se tornou uma das poucas crypto wallets móveis no mercado que são 100% de código aberto.O propósito de Komodo como fornecedor de tecnologia de código aberto blockchain É criar tecnologias que qualquer pessoa possa usar para aumentar seu carro-soberania e liberdade pessoal. Ao abrir publicamente KomodoWallet Móvel, é estabelecido um novo padrão dentro da indústria.

O grande desafio

Certamente, a grande maioria das carteiras de criptomoedas móveis que vemos no mercado atual utilizam principalmente tecnologia de código fechado. Isso significa que os usuários ou desenvolvedores externos não conhecem o código utilizado para desenvolver a aplicação, ou seja, não se conhece o que se faz ou se deixa de fazer internamente.É por isso que alguns projetos fizeram incursões na área, dando a conhecer a base central do trabalho. Actualmente, diversos utilizadores beneficiam das trocas comerciais, mas é todo um desafio gerar uma aplicação ou plataforma que proporcione uma solução a todas as necessidades individuais dos consumidores. No entanto, a meta sempre será consumar um espaço livre, seguro, acessível e confiável. Especialmente em termos de ativos digitais onde as pessoas depositam, além de seus fundos, sua confiança.

Deseja validar este artigo?

Ao validar, você está certificando que a informação publicada está correta, nos ajudando a combater a desinformação.

Validado por 0 usuários
efrain castro chavez

Efrían Alberto Castro Chavez

Meu nome é Efraín Castro, Politólogo especializado em Política Internacional

Linkedin

Visualizações: 3

Comentários