03/03/2021 - Economia e Finanças

O Social Trading

Por Roman Gutierrez

O Social Trading

Hoje, os mercados de valores são fortemente influenciados pelas opiniões de personalidades do mundo político e empresarial, em redes sociais como o Twitter, onde o caso Donald Trump se transformou em estratégias de negociação e adoção de posições de acordo com suas posições, e recentemente o caso de Elon Musk, que com seus tuítes costuma “mover” o mercado de criptomoedas e ações.

Também vemos como importantes analistas agora emitem suas opiniões prioritariamente pelas RRSS, mesmo antes de seus “conference calls” formais.

O “Social Trading” é, portanto, tentar replicar o que estão fazendo traders e investidores reconhecidos, para tirar proveito das informações financeiras ou opiniões compartilhadas nos principais fóruns online ou redes sociais.

O “Social trading” permite operar online com a ajuda de outros, e reduz muitas vezes a curva de aprendizagem dos mercados de valores. Os usuários podem interagir com outros, observar as operações de “inversores populares” nos mercados de valores, replicar ou copiar seus movimentos e até aprender a investir.

Todos concordam que as redes sociais têm democratizado o acesso à informação econômica e financeira, e estão ajudando a difundir uma maior cultura de investimento. No entanto, também aparecem muitas ofertas enganosas sobre os temas de investimento e trading, você de validar e investigar muito bem cada informação, proposta e custos envolvidos.

É assim que aparecem novos conceitos no mundo financeiro como são:

  • O Trading Cooperativo
  • O Copy Trading

    O Mirror Trading

Recentemente, a partir de redes sociais como o Reddit, grupos de investidores individuais organizaram estratégias de compra em diversas ações com altos índices de vendas em curto como Gamestop, Nokia, BlackBerry etc. Empresas com dificuldades financeiras que fizeram subir temporariamente, esse processo também se encaixa dentro do conceito do trading social, e é outro exemplo da influência que se pode exercer desde as RRSS nos mercados financeiros.

Finalmente partilho alguns conselhos a tomar em consideração para os que participam no Social Trading:

  • Não ponha em sua conta de social trading mais do que você pode perder tolerável!
  • Não siga o primeiro melhor operador da plataforma. Você deve passar um tempo nisto e não segui-lo com muito dinheiro!
  • Você encontrou um bom trader? Comece primeiro a partir de uma conta demo.
  • Compreenda o nível de risco de uma estratégia de investimento ou operatória antes de a seguir.
  • Seja paciente. Se você tiver investigado traders ou investidores, não deve qualificar seu desempenho nas primeiras semanas.
  • Cuide dos seus níveis de Apalancamento.
  • Não tente operar em todos os mercados.
  • Valide as credenciais, trajetória e licenças de cada bróker, assessor, trader ou analista que você pretenda seguir ou trabalhar em conjunto.
Os investimentos são como uma cesta de frutas variadas, a arte está em saber escolher as de risco/retorno mais apropriado.

Deseja validar este artigo?

Ao validar, você está certificando que a informação publicada está correta, nos ajudando a combater a desinformação.

Validado por 0 usuários
roman gutierrez

Roman Gutierrez

Ajudei as pessoas a organizar suas finanças pessoais e investimentos. Sou apaixonada pelo empreendimento e pelos mercados de valores. Tenho 26 anos de experiência na Administração Profissional de Investimento. Sou consultor venezuelano radicado na cidade de Buenos Aires.

Visualizações: 0

Comentários