28/06/2021 - Economia e Finanças

Invertendo segundo a sua idade ou fase financeira

Por roman gutierrez

Invertendo segundo a sua idade ou fase financeira

A escolha de um portfólio e ativos financeiros devem levar em conta os riscos que podemos assumir, de acordo com as diferentes etapas financeiras:

1- Estágio de juventude precoce, solteiro ou recém-formado

As pessoas jovens precisam máximo de crescimento do seu pequeno capital, têm muito tempo para se enganar e acertar, contam com rendimentos laborais ou profissionais, e podem aceitar maiores riscos nos seus investimentos em troca de maior potencial de retorno, um portfólio nesta fase da vida deve tomar em conta esses instrumentos:

  • 50% Acções de tecnologia e crescimento dos EUA e da China
  • 30 % De acordo com negócio próprio, startup ou empreendedorismo
  • 10% Criptoactivos
  • 10% Iniciar precocemente um Plano de Jubilação Privado.

2- Início da família, chegam os filhos, casal estável e novas responsabilidades

Nesta etapa da vida começam novas responsabilidades, jovens, mas as despesas familiares aumentam com a chegada dos filhos, um casal ou o casamento.

O perfil de risco deve começar a ser balanceado, pensar também na protecção financeira do património e do planeamento, durante estes anos, podemos considerar investir:

  • 30% Instrumentos de Renda fixa em moeda dura
  • 30% ETFs de Renda Variável Global
  • 25% Acções de marcas globais líderes dos EUA.
  • 5% Criptomonedas
  • 10% Invertidos em um Seguro de Vida Universal

3 Adulto contemporâneo em sua máxima capacidade financeira

Muitos autores de finanças pessoais levantam que, entre os 45 e os 55 anos, muitas pessoas alcançam sua plenitude financeira, é uma etapa de vida onde a experiência e a acumulação de ativos se conjugam e permitem potenciar os rendimentos e investimentos, também alguns devem financiar estudos superiores dos filhos, e em outros casos começam a se independiz e deixam de ser uma carga econômica.

Paradoxalmente é a fase de antesala para a fase aposentado, a partir desta etapa deve-se diversificar melhor e começar a reduzir a volatilidade dos investimentos:

  • 40% nos Fundos Mútuos de Renda Fija
  • 20% Acções “Blue Chips” dos EUA.
  • 15% ETFs de Renda Variável Global
  • 10% REITs
  • 10% Ouro
  • 5% Aportes especiais ao Fundo de Jubilação Privado e Seguro de Vida

4- Terceira Idade, Jubilação e Retiro

Finalmente chegamos à terceira idade, uma etapa de vida onde as pessoas inevitavelmente reduzem sua competitividade laboral e os rendimentos começam a diminuir. A chave do sucesso é o que foi construído na etapa produtiva, aqui deve-se priorizar a preservação do capital e a geração de renda para substituir renda:

  • 40% Fundos de Bonos Grau Investimento
  • 20% Ouro
  • 20% Acções dos EUA que paguem altos dividendos
  • 10% REITs
  • 10% Cash/Liquidez
Estas são ideias dos instrumentos financeiros e de investimento que poderiam conformar os portfólios nas etapas das pessoas, espero sirvam de orientação e estratégia de “wealth management”, sob o entendimento que cada realidade financeira pessoal pode ser diferente.

Deseja validar este artigo?

Ao validar, você está certificando que a informação publicada está correta, nos ajudando a combater a desinformação.

Validado por 0 usuários
roman gutierrez

roman gutierrez

Ajudei as pessoas a organizar suas finanças pessoais e investimentos. Sou apaixonada pelo empreendimento e pelos mercados de valores. Tenho 26 anos de experiência na Administração Profissional de Investimento. Sou consultor venezuelano radicado na cidade de Buenos Aires.

Visualizações: 1

Comentários