20/10/2019 - Economia e Finanças

Um Assessor Financeiro é uma importante decisão

Por Roman Gutierrez

Um Assessor Financeiro é uma importante decisão

Escolher um Assessor Financeiro e/ou de investimento é uma decisão muito importante para qualquer empresa, pessoa ou família. Um bom consultor pode ajudá-lo a identificar os seus objetivos, conhecer o seu perfil de risco, estabelecer um plano ou estratégia de investimento de acordo para alcançar os seus objetivos financeiros e gerar crescimento ou proteção patrimonial. Também pode orientar em questões de gestão de riscos, otimização de receitas, decisões de crédito e projetos de investimento.

No entanto, muitas pessoas escolhem não se aconselhar, ou consultam temas econômicos e financeiros com amigos que muitas vezes não são adequados, e tampouco têm o “expertise” necessário para aconselhar profissionalmente.

Erros mais comuns ao escolher um consultor financeiro ou patrimonial

1. Contratação de um Assessor sem independência: Um consultor que trabalhe apenas sob orientações de uma instituição financeira pode procurar aconselhar apenas dentro do espectro de produtos ou serviços do seu Banco ou Broker, independentemente de esta instituição ter as soluções mais adequadas para si. Se o seu assessor constantemente oferece apenas produtos, é provável que seja hora de encontrar outro que tenha maior enfoque ao cliente.

2. Escolher o primeiro conselheiro que conheça: Tome o tempo para se entrevistar com vários conselheiros, antes de escolher a melhor opção para você.

3. Ter um Assessor na especialidade incorreta: Dentro do campo financeiro há diversas especialidades, alguns conselheiros especializam-se no planejamento financeiro e de aposentadoria, em áreas de seguros e resguardo patrimonial, outros são consultores financeiros para proprietários de negócios ou empresas (Finanças Corporativas), outros estão em divisões de “portfolio management”, “trading” e bolsa; enquanto outro grupo se especializam em produtos bancários e creditícios. Certifique-se de conhecer as fortalezas do seu assessor e se estão alinhadas com seus requisitos.

4. Não validar credenciais e referências de outros clientes. Consulte as suas licenças e certificações: Existem conselheiros que têm licenças para corretagem como Série 6 ou 7, Série 63, 65 e 66 (FINRA). Outros se convertem em Planejadores Financeiros CFP, CFA (Chartered Financial Analyst e Certified Financial Planner) Etc. Essas acreditações segundo o caso e o registro ante entes reguladores nos mercados de capital, validam as áreas de atuação e especialização do assessor ou corredor.

5. Uma boa marca financeira não implica necessariamente a assessoria apropriada: Importantes financeiras como JP Morgan, Goldman Sachs, Barclays, Merrill, Morgan Stanley, etc. garantem ao cliente segurança em seus depósitos e fundos, além de uma ampla gama de soluções de investimento e produtos financeiros, mas não necessariamente garantem que estará devidamente atendido, essas assinaturas tendem a focar-se em investidores de grandes patrimônios e podem colocar em segundo plano o investidor médio ou de menor capital.

6. Não definir claramente os honorários e como são gerados: Há consultores recebem as suas comissões pelas transacções directamente dos fundos de investimento ou entidades para os quais trabalham, outros que cobram aos seus clientes pelo desempenho dos seus investimentos e pela gestão de capital (performance fees), e outros cobram por custódia e administração (asset management fees), inclusive alguns podem cobrar por visitas ou horas de consultoria. É importante esclarecer isto ao iniciar a relação.

Finalmente, assim como é fundamental ter um bom mecânico para o seu carro ou um bom médico para a sua saúde, é muito importante escolher um assessor financeiro que contribua com seus conselhos e orientação para fortalecer suas finanças pessoais ou empresariais e colabore para melhorar o desempenho da sua carteira de investimento.

Deseja validar este artigo?

Ao validar, você está certificando que a informação publicada está correta, nos ajudando a combater a desinformação.

Validado por 0 usuários
roman gutierrez

Roman Gutierrez

Ajudei as pessoas a organizar suas finanças pessoais e investimentos. Sou apaixonada pelo empreendimento e pelos mercados de valores. Tenho 26 anos de experiência na Administração Profissional de Investimento. Sou consultor venezuelano radicado na cidade de Buenos Aires.

Visualizações: 0

Comentários