02/01/2023 - Economia e Finanças

Uma pausa para a Argentina...

Por Lorena Jannet Herrera Jiménez

Imagen de portada
Imagen de portada
Imagen de portada

Desde então, estes dias foram de muita alegria e emoção para todos os fãs de futebol, especialmente para os argentinos ao ganhar a Copa do Mundo.

Isso me fez analisar o contexto em que o país foi desenvolvido...

A economia da Argentina é uma das mais interessantes de vários pontos de vista, e considero que vale a pena aprofundar mais nela.

Produto Interno Bruto

Em seguida, examinaremos uma série de dados numéricos utilizados para analisar ou descrever qualquer aspecto económico. Em particular, concentrar-nos-emos no Produto Interno Bruto (PIB), que é um indicador padrão do desempenho de uma economia. Com isso em mente, vamos olhar para o seguinte gráfico.

Como se pode ver no gráfico, o Produto Interno Bruto per capita é mostrado desde 1960 até 2018. Embora seja verdade que não se tenha tido em conta o impacto da pandemia, este gráfico nos dá uma visão mais geral dos quatro países que chegaram às semifinais do Mundial 2022.

Observamos que a Argentina se encontra em um intervalo médio em comparação com os demais países incluídos, além do notável crescimento que teve nos anos noventa. Depois disso, teve quedas e crescimentos fortes de uma forma mais volátil do que outros países.

Segundo Pedro Pou, quem desempenhou como banqueiro central durante esse período, o auge da Argentina deve-se a reformas estruturais no seu sistema tributário, financeiro e de pagamentos, bem como a regulamentos financeiros. No entanto, pode ser considerada uma controvérsia, especialmente tendo em conta a forte crise que o país sofreu entre 1998 e 2002. Tendo presente o gráfico anterior, que consegue refletir uma história detalhada.

A crise foi grave: houve aumento do desemprego, a economia contraiu 28% em pouco tempo, houve protestos, o governo caiu, o país violou suas dívidas e o peso argentino se deva fortemente.

Peso Argentino

É verdade que, apesar de ser economista, é possível que não entenda tão bem a inflação como alguém que viveu na Argentina. A moeda sempre foi um tema importante na história do país. Atualmente, existe uma alta inflação em todo o mundo, porém, um dos níveis mais altos deste indicador no mundo é precisamente a Argentina, com um 92% anuais em 2022.

O país teve dificuldades com a sua moeda devido à forma como é gerida e às políticas monetárias utilizadas. É de entender que a inflação é um fenômeno muitas vezes difícil de controlar quando as expectativas estão ancoradas em um número alto. Ou seja, como as pessoas já pensam que a inflação vai ser alta, age em consequência e se cumpre. As pessoas na Argentina não estão economizando seu dinheiro devido à preocupação de que possa valer menos no futuro. Este comportamento mantém os preços em alta em um ciclo difícil de quebrar.

Enfim, o jogo foi todo um espetáculo. Para o país vencedor do Mundial, há um pequeno prêmio: “O campeão mundial de futebol tende a gozar de 0.25% adicional de crescimento econômico nos dois trimestres posteriores ao torneio”, segundo um estudo recente de Marco Mello, na Universidade de Surrey, no Reino Unido. Isso porque o país gera interesse suficiente para aumentar suas exportações, e para a Argentina, nada mal um pequeno alívio.

Deseja validar este artigo?

Ao validar, você está certificando que a informação publicada está correta, nos ajudando a combater a desinformação.

Validado por 0 usuários
lorena herrera

Lorena Jannet Herrera Jiménez

Olá, chamo-me Lorena, sou licenciada em Economia, obtendo treinamento referente à gestão de capital. Empreendedora, reflexiva e interessada em temas vinculados à Inclusão Financeira.

Visualizações: 0

Comentários