08/04/2024 - Entretenimento e Bem-estar

Da primeira fila: reflexões sobre o desfile da Lovely Denim

Por sol garcia hamilton

Da primeira fila: reflexões sobre o desfile da Lovely Denim

Apresentação da coleção outono/inverno da Lovely Denim na Semana BAF (março 2024)

Na quarta-feira, 6 de março, a Lovely Denim apresentou a sua nova coleção outono inverno 2024 "Street Denim Stories" com uma performance ao vivo no Russel Passage em Palermo. A marca participou na BAFWEEK Fashion Week pela segunda vez consecutiva e pudemos ver na passerelle uma proposta descrita como "arrojada e vanguardista, inspirada na rebeldia e na individualidade".

Conheço a Lovely Denim desde os seus primórdios e lembro-me que era - para a minha adolescência - uma das marcas mais cool que podia usar. E como poderia não ser? Se fosse usada pelas it girls do momento, as verdadeiras it girls argentinas, num mundo que não estava cheio de influencers - e não digo isto como algo negativo, mas como uma realidade. A Lucia Celasco é o rosto da marca e sempre teve um estilo único, que ditava tendências. Além disso, na altura em que os influenciadores eram realmente bloggers, ela tinha o seu próprio blogue e livro de estilo - que se ainda não leu, recomendo vivamente porque o vai transportar para as vibrações de 2014 que estão agora novamente na moda -. Depois, apareceu como a cara da Lovely Denim - não sei se a ordem cronológica está correcta mas é assim que me lembro - e apareceu este lugar com uma vibe incrível de Punta del Este, e a única coisa que eu queria era um camarim com toda a roupa dela.

Quase 10 anos depois, sou convidada para o desfile desta marca na semana da moda, sentada numa cadeira com o meu nome e um presente. É claro que esta experiência me deu um toque de nostalgia. Além disso, esse sentimento foi reforçado pelo próprio desfile: roupas urbanas, cool, modernas - como alguém jovem que gosta de transmitir rebeldia através dos seus looks normalmente veste - longe de seguir a estética minimalista ou de "luxo tranquilo" que esteve na moda no ano passado e que, pessoalmente, já me aborrecia um pouco.

Na nova coleção podemos ver desde calças de ganga oversize ou cargo até à alfaiataria no seu formato street style. Texturas marcantes como os metalizados, os brilhos e as rendas. As cores que mais me chamaram a atenção foram o vermelho - claro que por ser a cor da estação - e o preto. O estilo da coleção é uma fusão de rebeldia com o glamour de peças como os casacos de pele falsa. As roupas da coleção criam uma estética sedutora para quem as usa, mas sem perder o conforto.

Quanto à passarela, entre os modelos pudemos ver alguns nepo-babys argentinos que, na minha opinião, trouxeram juventude e sofisticação ao evento, pois representam a nova geração de celebridades: Taína e Benicio Gravier, Lola Latorre, Delfi García Moritán, Bauti Vicuña, Hele Otamendi, Milo Camisani, Francesca Ribero e India Ortega.

Finalmente, a organização do Grupo Mass é notável, pois torna fácil e rápido entrar no evento, estar confortavelmente sentado durante o desfile e poder apreciar e analisar toda a coleção a partir da primeira fila. Agora, estou ansiosa pelos dias frios para poder usar algumas destas propostas nos meus outfits.


Deseja validar este artigo?

Ao validar, você está certificando que a informação publicada está correta, nos ajudando a combater a desinformação.

Validado por 0 usuários
sol garcia hamilton

sol garcia hamilton

Olá, me chamo Sol, sou licenciada em Jornalismo pela Universidade de Palermo. Atualmente trabalho como jornalista freelance de moda, beleza e estilo de vida. Podem ler todo o meu conteúdo na minha página A Chave de Sol e minhas redes sociais.

LinkedinInstagram

Visualizações: 15

Comentários