13/09/2023 - Tecnologia e Inovação

Bacterias: pequenos microrganismos, mas...peligrosos?

Por Celeste Ampudia

Imagen de portada
Imagen de portada
Imagen de portada

Todos sabemos que o mundo está cheio de bactérias. Todos os dias estamos em contato com diferentes tipos de bactérias, mas não sabemos se estes microrganismos são bons ou prejudiciais para a nossa saúde?

As bactérias são microrganismos procariontes unicelulares. São os organismos que mais abundam no planeta. Podemos encontrar em todos os ecossistemas terrestres, tanto no mar como no córtex terrestre. Há até algumas que podem sobreviver em condições extremas, seja de frio, salinidade, temperaturas, radioatividade ou profundidade.

No entanto, não só vivem nos ecossistemas, mas também se encontram em todo o nosso corpo e em animais. Estima-se que o corpo humano possui mais bactérias do que células humanas. Principalmente, encontram-se na pele e no trato digestivo.

Amigas ou inimigas?

A resposta a esta pergunta é: ambas. As únicas bactérias que são nossas inimigas são as “patogênicas” e, a realidade, é que uma pequena porcentagem faz parte desse grupo.

Dentro do grupo de bactérias patogénicas temos o estreptococo, a E. Coli e o estafilococo. Há mais, mas nem todas produzem a mesma condição.

Alguns exemplos de doenças produzidas incluem:

  • infecções por salmonela
  • gonorreia
  • sífilis
  • infecções por E. Coli
  • tuberculose

Como se produz uma doença por uma bactéria?

As bactérias são infectadas por contacto com uma superfície contaminada, por contacto entre uma pessoa afetada pela bactéria e uma pessoa saudável ou através da ingestão de alimentos e/ou bebidas infectadas.

Embora a pele seja uma barreira contra agentes patogénicos externos, por vezes esses agentes patogénicos se salteiam esta barreira e a atravessam igual. Então, como é que entram no nosso corpo? Fazem-no através das vias respiratórias, vias sexuais, vias digestivas ou através de alguma lastimadura que tenhamos na pele.

Uma vez dentro do nosso corpo, a bactéria prolifera e aí é quando adoecemos. Muitas vezes, isto não acontece porque o nosso sistema imunitário está preparado para as atacar, mas outras vezes precisamos de antibióticos para travar a sua reprodução dentro do nosso.

Utilização e funções

O uso de bactérias na biotecnologia é muito comum. Servem tanto para o tratamento de águas e resíduos como em processos industriais para fazer alguns dos alimentos que consumimos dia a dia, iogurte e queijo são exemplos disso.

Dentro do corpo, na flora intestinal, atuam regulando a microbiota e ajudando a digerir os alimentos.

Resumindo, o universo das bactérias é muito amplo e desempenham um papel fundamental em processos biológicos e no ambiente. Sua capacidade de adaptação e versatilidade demonstrou que são essenciais para o estudo e aplicação em indústria, saúde e ambiente. Hoje, continua a ser pesquisada sobre elas, e, graças a isso, são apresentadas cada vez mais oportunidades que prometem um futuro mais saudável e sustentável.

Deseja validar este artigo?

Ao validar, você está certificando que a informação publicada está correta, nos ajudando a combater a desinformação.

Validado por 0 usuários
celeste ampudia

Celeste Ampudia

Meu nome é Celeste Ampudia e, atualmente, estou estudando a Licenciatura em Biotecnologia em UADE. Sou uma pessoa muito curiosa, com vontade de aprender e, também, uma pessoa que gosta da divulgação científica.

Twitter Linkedin

Visualizações: 0

Comentários